Notícias

18
setembro 2013

Dicas e particularidades do DRE para e-commerce

tit_dre

Leia o conteúdo completo >

Todo plano de negócios deve ter um estudo financeiro, com provisão de despesas e receitas, garantindo assim um controle do empreendedor sobre seus resultados, e facilitando a tomada de decisões.

É importante que você faça um planejamento de fluxo de caixa, assim como o DRE da empresa (Demonstrativo de Resultados do Exercício). Esses documentos te darão todo o suporte para entender quanto você precisará investir e em quanto tempo chegará no break even point (ponto de equilíbrio, quando a receita já paga todas as despesas) e o pay back (quando você conseguirá ter seu investimento de volta).

Na própria internet você encontrará informações mais detalhadas da melhor forma de fazê-lo, aqui vamos apenas levantar algumas particularidades do e-commerce e dicas práticas:

- Considere a operação virtual como uma nova empresa, com despesas, receitas e resultados próprios, mesmo que você esteja utilizando parte da infra estrutura de uma loja física.

- Não se esqueça de provisionar despesas com devolução e quebra de mercadorias. Estas são despesas comuns a negócios relacionados a envio de produtos.

- Muitas plataformas cobram uma mensalidade com base no numero de acessos (pageviews) e quantidade de produtos. Leve isso em conta no planejamento do e-commerce.

- Lembre-se que novos produtos geram novos custos para a empresa com estoque, fotos e comunicação.

- No e-commerce, a receita está diretamente relacionada ao seu investimento em mídia. Considere provisões fixas para links patrocinados, email marketing, shopping online/comparadores e outras mídias que estão contempladas em seu planejamento de marketing

- Analise o resultado de suas mídias e gerencie os ROIs por categoria e por mídia. Com o passar do tempo, ficará mais claro quais produtos funcionam melhor em cada mídia, e você saberá distribuir melhor seus investimentos.

- Vender para um cliente antigo é mais barato que buscar novos compradores. Invista no pós venda, crie também ações e ofertas especificas para sua base de consumidores.

- Lembre-se que podem existir custos diferentes incidindo sobre cada venda, tais como taxas de gateways de pagamento, tarifas dos cartões de crédito e boletos, anti fraude, entre outros. Controlar esses custos é importantíssimo para entender o lucro real sobre cada operação.

- Existem diversas formas de investir em mídia online, as mais conhecidas são CPM (Custo por mil impressões), CPC (custo por clique) ou CPA (custo por ação). Cruze os custos de cada investimento com o a receita gerada, ou desconte o CPA de seu lucro. Todos estes custos devem entrar em investimento de mídia.

- Normalmente pequenos empreendedores não conseguem integrar seu ERP (software de gestão) com a plataforma, por questão de custos ou incompatibilidade, portanto é necessário atualizar e controlar os resultados via planilhas manualmente.

O importante é você manter sempre o controle total de suas finanças. E lembre-se que o ecommerce, assim como qualquer outro negócio, leva algum tempo para se rentabilizar. Desenhe cenários distintos, e desenvolva um planejamento a curto, médio e longo prazo.

Tagged with: , , , , , , , , ,
No Comments

Comments are closed.